16 de agosto de 2010

12 meses - a consulta


Hoje lá fomos os três todos contentes para a consulta dos 12 meses, nós e a nossa criança de 1 ano!!!
Com ela tudo certo, tudo no sítio e a funcionar correctamente. Os percentis continuam díspares mas não há nada de anormal nisso (estatura 75, pêso 25), ela corresponde a todos os parâmetros normais para a idade, tem muita agilidade e começa cada vez mais a imitar aquilo que dizemos. Tem 3 dentes bem visíveis e o 4º está para muito breve, ainda hoje demos um salto à praia a ver se a coisa se desenvolve sem grandes dramas de assaduras e mal-estares. O menu foi também alargado, já temos autorização para lhe oferecer tudo o que comemos, à excepção dos frutos sêcos, alguns peixes como o espada e bacalhau sêco, miudezas, sumos de pacote e gelatinas. Felizmente que nada do que está banido também não nos causa nenhum trauma, não é do nosso hábito o consumo de gelatinas, pudins, sumos tipo néctares e tutti-frutis...

Depois levei mais uma vez na cabeça: MAGRA, MAGRA, MAGRA, MAGRA, MAGRA, MAGRA.

É assim, eu sei que estou magra, mas sempre fui magra, claro que agora mete mais aflição porque sou mãe e esta tarefa exige muito esforço físico e por esse motivo, fico mais mal-encarada, mais irritada, mais choca, mais cansada, mais tudo o que é foleiro e desagradável de ver. Mas sim, vou voltar ao esquema das torradas nocturas, vou ao endocrinologista e vou ver se durmo melhor.

Palavra de Escuteira (nunca fui escuteira, mas dou a minha palavra na mesma.)

Estatística:
pêso - 8,7kg - percentil 25
estatura - 75,5 cm - percentil 75


nota novamente às grávidas das minhas redondezas: é que nem se preocupem com a cena de não emagrecerem ok, a trabalheira é tanta e o levantamento de pêsos é tal, que não vão precisar de um ano para estarem como d'antes!!!

3 comentários:

Ana disse...

Isso dos percentis é relativo.
Fico contente por tudo estar bem.
Agora a historia das mamãs irem ao lugar.... depende muito da genética. :(
Kisses

Aline disse...

Não me parece que a Leonor tenha percentis assim tão díspares. Ela parece estar óptima. E os percentis são meros indicadores. Aliás, já se fala em alterá-los pq, segundo os mais entendidos, os percentis portugueses não estão actualizados.
Quanto a estares magra, comigo, passa-se o contrário. Excesso de peso deve ser bem pior. Se te sentes bem e se já eras assim, o que importa?
Beijinhos

Marta Mourão disse...

Também nunca me preocupei com os percentis. Para mim o mais importante é se o bebé se está a desenvolver bem, se é bem disposto e se tem genica.
Quanto à magreza extrema das mães... nem sempre é assim infelizmente!! Achei muito mais fácil perder peso enquanto amamentava. Agora é um bocadinho mais difícil manter.