12 de fevereiro de 2014

Jacinto - o report


Há dias disse que tinha comprado finalmente um jacinto, pois foi, faz amanhã precisamente duas semanas. Comprar um jacinto não tem nada de extraordinário tirando o facto de ser para mim uma flor da qual gosto imenso porque de uma forma ou de outra me faz ter esperança na proximidade da primavera.
Então lá comprei o jacinto e durante uma semana foi um tal de crescer e desabrochar que só visto! Comprei-o às cegas, não sabia de todo qual a cor da flor e passados dois dias comecei a perceber que seria roxa (ou lilás ou violeta, nunca sei...). De dia para dia crescia imenso e fui registando essa evolução para ir comparando. À medida que as flores começaram a abrir foi então a explosão de perfume cá em casa, diz o meu marido que cheira aqui a cemitério, enfim. O facto é que o perfume é realmente muito intenso e tivemos de tirar a flor do nosso quarto porque senão era impossível o convívio :D
A Leonor faz questão de mostrar o Jacinto a toda a gente que vem cá a casa, pega no copo e desfila pela casa com a flor e diz que "este é o nosso jacinto!" e "ai que cheira tão bem!" e gosta imenso das florzinhas e da estaca que entretanto tivemos que colocar. Devido ao facto de estar num copo e não num vaso, o caule vergou completamente, mas isso são detalhes.
Agora resta-nos continuar a desfrutar da sua beleza e quando secar vamos preservar o bolbo para que no próximo inverno tenhamos o mesmo prazer de o ver em flor.

1€ de simplicidade pura.

1 comentário:

Marta disse...

Gosto muito do vosso jacinto, é cheio de personaldade.
Nada como os perfumes da natureza em vez dos ambientadores e essas cenas artificiais.
Tenho pena que o meu gato goste tanto de plantas e flores como eu.