7 de maio de 2016

Cabelos brancos - assumir ou não?

Yasmin Rossi, gira, 59 anos, cabelos brancos assumidíssimos!

Há uns meses que tenho dado conta que os meus cabelos brancos começaram (finalmente) a aparecer em força. Desde a segunda gravidez que noto que eles aparecem mais, mas no último ano a coisa está a acelerar. Tenho então pensado na questão Pintar ou Não Pintar o Cabelo? e ando mais inclinada para não o pintar. Tirando um ou outro devaneio da minha adolescência, em que entre amigas pintámos os cabelos, nunca tingi o meu cabelo de forma rotineira ou mesmo pontual. Tenho os cabelos castanhos escuros e umas dezenas de fios brancos que teimam em chamar a minha atenção e a do meu marido, que espreita do alto do seu 1,86cm o topo da minha cabeleira. A questão já veio à baila e estando eu à beira dos 40, sinceramente, não me apetece mesmo nada entrar neste esquema de visita mensal ao cabeleireiro e deixar lá uma renda... Não querendo eu dizer que "aos 40 estou praticamente com os pés para a cova e não vale a pena", gostaria de frisar que a minha pouca vontade em pintar o cabelo se prende muito com a manutenção e os gastos que envolve. Outros pontos menos positivos são efeitos que os químicos deixam no cabelo (e no organismo), é frequente ver cabelos que parecem palha porque efetivamente dá trabalho cuidar, hidratar, visitar o cabeleireiro amiúde... e se a coisa não é bem feita, o resultado parece-me catastrófico...
No entanto, caso eu tivesse apenas 20 anos e os cabelos brancos aparecessem em força se calhar já dava uma oportunidade à tinta. Ter 20 anos, ter uma aparência fresca e fofa e apresentar cabelos rebeldes e brancos, é realmente uma pena. Neste aspecto, acho por exemplo que as loiras estão numa posição mais favorecida, com umas madeixas brancas pelo meio a coisa passa muito bem disfarçada, elas ganham mais tempo! Já nós, as morenas, facilmente ficamos com aquele ar de bruxa - que é o que eu estou a ficar :D
Ao chegar cada vez mais perto dos 40 interrogo-me se nos dias que correm, em que de uma certa forma as pessoas querem mostrar-se "autênticas" ou fieis a si mesmas, será que assumir o cabelo branco não será também uma forma de autenticidade e de não sucumbir à pressão de nos mantermos para sempre jovens e frescas? Dizem que os 40 são os novos 30, acho que sim, não me sinto nada a chegar a essa idade (é só para o ano!!) ou a envelhecer. Mas ver os meus cabelos brancos diz-me que a coisa não é bem assim... embora esteja inclinada para não fazer nada (não pintar), a realidade é que olhar para o espelho todos os dias e "vê-los" só me faz pensar na rapidez com que o tempo passou; a rapidez com que os últimos 20 anos passaram... e isso, para mim, não se mascara.

11 comentários:

Isa disse...

Eu acho que com cabelos brancos as pessoas inevitavelmente parecem mais velhas por vezes parecendo mesmo que têm um ar descuidado... Se calhar em vez de pintar não dará para colocar tipo farandol (ainda se chama assim??), que vai saindo com as lavagens, não se notando muito o crescimento do cabelo e não é tão agressivo e como tal não exige uma manutenção tão frequente? Tenho quase 35 e também estou a começar a ficar colonizada de brancas... Ando a pensar na solução!!

sofia costa disse...

tenho amigas que fizeram essa escolha... deixaram os cabelos brancos livres e soltos... mas eu concordo com a Isa... Se um cabelo pintado dá trabalho para manter saudável e com boa a aprencia, um cabelo branco é mil vezes pior... porque por norma as brancas são cabelos desidratados por natureza, são frizados, secos, feios.... logo para além de dar um ar muito mais velho à pessoa (aspeto que me desagrada imenso) também dá um ar descuidado... e com os 40 convinhamos, fica bem mais bonito e faz melhor à alma quando uma mulher se cuida do que quando parece saída de um acampamento nomada :D
Lá para os 60 já acho que as brancas encaixam bem... mas se forem bem cuidadas e hidratadas. Antes disso, não!

mysupersweettwenty disse...

Eu acho que quando chegar a altura (daqui a muiiiito tempo, espero!) só pinto se achar que me fica mal. Há pessoas que ficam bonitas e cheias de charme com o cabelo branco e outras ficam com um ar mais velho e desleixado, portanto quando for a minha vez acho que vou decidir segundo uma perspectiva estética :)

ines disse...

Estou nessa. Com 40 (quase 41) e com muitos cabelos brancos, mas vou deixá-los aparecer e ficar. A minha cabeleireira diz que depois me conta os segredos para manter uma cabeleira linda... porque o cabelo branco corre o risco de ficar amarelo,, mas há um champô azul para mantê-los prateados!
Inês

Simplesmente Ana disse...

Tenho 37 e, para já, não tenho cabelos brancos. Quando aparecerem planeio fazer madeixas num tom aproximado do meu cabelo natural. Nunca pintei e também vou detestar ser escrava do cabeleireiro, mas 40 anos não combinam com cabelos brancos. Adoro ver mulheres maduras com os brancos assumidos, mas antes dos 60 não.

sof* disse...

Farandol :DDD também me questionei se ainda era esse o termo técnico actual :D

Tenho duas questões, ainda dentro do espírito "não pintar":

- será que o alisamento japonês (ou lá como se chama essa técnica) é mais agressivo do que a pintura? será que funciona bem contra a rebeldia dos cabelos brancos?

- e henna? alguém já experimentou? já li que é uma técnica favorável para as morenas e muito pouco agressiva, sendo que vai desvanecendo como o tal Farandol...


obrigada pelas vossas opiniões***!!

mysupersweettwenty disse...

Quanto ao alisamento acho que um cabeleireiro pode ajudar a escolher um bom para o caso, não percebo muito disso mas sei que há alguns que hidratam o cabelo... Quanto à henna já ouvi falar, nunca experimentei mas até me parece uma boa opção, se não correr muito bem também não deve correr muito mal :P

Filipa Pereira disse...

Por curiosidade fui ao Pinterest pesquisar cabelos brancos e cinzentos e curiosamente so aparecem miúdas com cabelos pintados dessas cores e a verdade é que ficam lindas. A ideia do desleixo é muito relativa, se o cabelo estiver bem cuidado e com um guarda roupa e maquilhagem igualmente cuidados acho que sim podem ficar um charme.

Catarina disse...

Podia ter sido eu a escrever este texto Sofia :)... Não tenho muitos, mas já vão aparecendo. E últimamente tenho encontrado novos cabelos brancos com muito mais frequência.
A minha mãe inicialmente pintava (começou a ficar grisalha cedo), mas depois fartou-se e assumiu o cinza. Eu na altura achei que por ser morena o cinza lhe dava um ar mais velho, mais pesado, mas fui-me habituando e agora nem penso nisso.
Confesso que sou muito preguiçosa para tudo que envolva cuidados e rotinas de beleza... Cremes, cabeleireiros e afins... Por isso também não me estou a ver entrar nessa luta das tintas! Ia acabar por ficar bem pior, porque de certeza que não consigo respeitar os timmings para manter a coisa decente, e ia ficar com um ar tão desleixado que mais vale assumir a natureza :)!
bjs

sofia costa disse...

Sof, eu fiz alisamento progressivo hidratante... não é nada agressivo... fiquei com um cabelo lindo! Nem preciso de o secar com secador ele fica sempre impecável!! Como já tenho imensas brancas optei por fazer madeixas há uns anos e assim só o pinto duas a 3 vezes por ano :)
Mas o alisamento é TOP não quero outra coisa!! Vê a minha foto de perfil do face ;)

Raquel disse...

Sofia, podia ter sido eu a escrever este post! Também eu ando a ficar com cabelos brancos que, sem aviso prévio, resolveram dar o ar da sua graça e trazer mais convidados iguais a eles! :-) a princípio achei piada, era só um afinal, mas isto foi no ano passado. Este ano o cenário está ligeiramente diferente mas ainda tenho a sorte de terem surgido nos cabelos que estão por baixo do cabelo visível. Só se percebe que são já muitos quando se levanta os cabelos pela raiz. Felizmente! É que também não sei se disfarce ou não! Lembro-me de ser miúda e dizer que queria o cabelo ruivo, apontando para os anúncios de tv que surgiam na altura.
Hoje em dia, acho os cabelos brancos tão bonitos, mas confesso que aprecio quando já é uma cabeleireira farta com brancos do que quando ainda são brancos soltos misturados num mar de cabelos mais escuros. Mas também tenho muito receio de fazer o que quer que seja por causa dos malefícios que pintar traz à saúde! Nunca pintei nem fiz madeixas, nem coisa nenhuma. Além disso há sempre os custos e a dependência em relação a cabeleireiros. Vejo por amigas minhas que todos os meses lá deixam centenas para poder manter a cor ideal. Não tenho nada pachorra! Baaaahhhh!
Prometo que quando os meus cabelos brancos se apoderarem do cimo da cabeça vou contar o que fiz mas, para já, diria que estou tentada a deixá-los à vontade e conquistarem o meu couro cabeludo, quem sabe?
Beijinhos :-)