19 de maio de 2009

BabyBoom!!!



Com tanta conversa sobre a crise, e a economia e as finanças, escandâlos e bla, bla, bla, tive hoje a oportunidade de ver uma notícia curiosa na rtp. Claro que não é nada de novo, e basicamente estiveram a dizer que nos Estados Unidos está a haver (e vai continuar até agosto) um babyboom resultante da crise e de umas catástrofes naturais. Sendo assim, as pessoas não tinham luz, era só o calor do momento, o dinheiro não chega para sair à noite e toca a fazer filhos como se não houvesse amanhã.
Vai daí, eu aqui no meu canto em Portugal, país igualmente em crise mas sem desastres naturais, e pergunto-me: mas aquela gente não sabe o que são contraceptivos?, esqueceu de tomar as píluas?, nunca fazia sexo desenfreado antes?,  É preciso que venha uma crise para que se arranje tempo para passar uns momentos agradáveis? Sinceramente acho que a crise ou os desastres não podem ser a desculpa para as pessoas acreditarem que se calhar ainda vale a pena procriarem, até porque todos sabemos que uma criança é um investimento a longuíssimo prazo. É simplesmente uma decisão que não pode ser tomada de ânimo leve, ou seja, "oh my god, que a nossa casa voou e se calhar agora que estamos tesos era uma excelente altura para fazermos mais um baby". 
Não é estranho? Estarei a ser redonda ou quadrada?

2 comentários:

martabatista.com disse...

americanos... achas que é preciso dizer mais? :D
estás redondinha de razão ;) (e n só...gostei de te ver assim redonda :))

Anónimo disse...

Bem foi EXACTAMENTE isso que eu pensei ontem ao ver a reportagem. Serà que nos States os preservativos funcionam ligados à electricidade?
Foi uma coisa sem pés nem cabeça...
"Ai e tal o meu marido perdeu o emprego, vamos fazer um 3° filho!"
Enfim, americanos!