25 de junho de 2014

Fazer a cama - finalmente eu vi a luz


Desde que me lembro, que a minha mãe nos massacra para sermos arrumados, para fazermos a cama, para organizar os livros... Também nos dizia, como a sua mãe lhe dizia que "sabes como sais de casa, mas não sabes como voltas" e isso sempre me perturbou, olhava em redor e via o caos e lá arrumava. Este ditado é tão poderoso comigo, que sempre que vamos de fim-de-semana, fico a pensar nas coisas que ficaram amontoadas, ou na cama que ficou por fazer. E se alguém tem de lá ir a casa? Que horror...

De há algum tempo para cá, tenho feito os possíveis para fazer as camas de manhã. Não é que as faça primorosamente, mas ficam como está na fotografia, minimamente esticadas e com a parte de cima com uma dobra larga de forma a que a zona das almofadas fique descoberta. Deixar assim o meu quarto é meio caminho andado para a casa me parecer "arrumada", não está, mas quase que está :)
O facto é que com a cama feita, já não me dá aquela sensação de caos, embora tudo o que gravite à volta esteja potencialmente fora do sítio; acho que fazer a cama até me tem dado maior motivação para tentar manter as coisas mais arrumadas e escondidas (vulgo, organizadas!) :D Ter duas crianças sempre atras de mim, a desarrumar aquilo que eu arrumo também não é fácil, no entanto, olhar para um quarto e ver uma montanha de tecido é meio caminho andado para me enervar com tanta confusão visual. Entrar no quarto deles e ver pelo menos a cama feita e tudo o resto espalhado faz diferença na minha vida :)

Posto isto, lá vem mais um ditadozinho "mais vale tarde do que nunca". Mãe, eu vi a luz! (finalmente)


8 comentários:

S. disse...

Eu nunca, mas mesmo nunca fazia a minha cama e ultimamente tenho feito pelos mesmos motivos, parece que já é meio caminho andado para a casa parecer menos desarrumada. No quarto das miúdas então, é uma diferença incrível!

Raquel disse...

Ahahahah, parece que fui que escrevi este post! Não podia estar mais de acordo! Eu, ainda hoje, oiço esse ditado da boca da minha mãe! :-)
Beijinhos

Catarina disse...

hehehe, por aqui igual!
sempre que saio de casa e as camas ficam por fazer vou com esse pensamento tipo sombra... ("que vergonha, sou mesmo uma má dona de casa...e se alguém tem que ir lá a casa, que desarrumada, etc....").
isto porque também cresci com esse ditado ameaçador :D!

Sónia Barreto disse...

Já percebi que isto são ditados de Mãe!

Já a minha dizia sempre o mesmo e eu agora aplico a mim própria lá em casa.

sof* disse...

as mães são poderosas :D

acho que esta "técnica" resulta mesmo bem em casas pequenas!!
:)

Vidas da Nossa Vida disse...

Também cresci com esse ditado que ainda hoje, a minha avó de 91 anos, diz e cumpre: "sabes como sais de casa, mas não sabes como voltas"

E de há uns anos para cá, habituei-me a sair de casa e deixar as camas feitas, às vezes é um segundo rápido, não fica na perfeição, a roupa não fica tão bem esticada como eu gostaria, mas a casa fica com um ar arrumado e dá outro gozo chegar a casa, ao final do dia.

E vou ensinar e passar este gosto aos meus filhos.

Inspired disse...

Também a minha mãe diz exactamente o mesmo. E com isso ficam sempre as camas feitas em minha casa. E verdade seja dita: as coisas parecem ter logo outro ar! :)

miriam disse...

:D ai pá... a minha mãe é igual!! isto tem-me atormentado a vida toda!! e mais, quando eu entrei na escola primária, no 1º dia ela disse-me asim "a partir de hoje fazes a tua cama todos os dias..." e assim foi, até eu sair de casa... uppps.
pois é, com 2 garotos como descreves, a ter que os despachar rapidamete para chegarmos antes do meio dia à escola :D, nem sempre consigo fazer a cama de manhã... mas, lá está, quando não a faço passo à hora de almoço em casa para a fazer. mas não consigo deixar as almofadas assim destapadas como tu... faz-me confusão pensar que vão acumular pó :D arrumo-as no armário e "fecho" a cama toda com a colcha ;)
ai as mães... será que vamos ser iguais?