8 de novembro de 2014

Porque as coisas devem ser ditas

sexta-feira, com 40º de febre ligo para a Linha Saúde 24 e explico o que tenho; após as instruções a enfermeira diz que me telefona 24 horas depois.

sábado, a febre nao passou, a enfermeira ligou à hora combinada. Diz que vai enviar um fax para o meu centro de saúde para avisar que estou a chegar. Chegámos ao centro de saúde e após verificarem que o fax estava avariado, foram verificar outro, lá estava o fax da enfermeira. Fui atendida a meio da tarde de sábado por uma médica muito cautelosa. Pediu desculpas por não ter ben-u-rom 1gr, pediu desculpa por não ter o raio X operacional. Passou a receita, aviei-a, tomei o antibiótico.

sexta-feira, ligo para o centro de saúde para saber a opinião da minha médica de família. diz-me a secretária que já torna a ligar que lhe vai perguntar o que fazer. passados 5 minutos, liga a secretária a informar-me que tenho consulta na próxima segunda-feira.


Porque em Portugal há sistemas que funcionam e as verdades devem ser sempre ditas, porque nem tudo é um monte de trampa.

2 comentários:

Catarina disse...

Bem dito! o portugues a dizer mal é do melhor, já para reconhecer o que é bom...
Quando a Laura nasceu, a enfermeira do gabinete materno-infantil do nosso centro de saúde ligou várias vezes para nós para saber se estava tudo a correr bem e para dizer que se precisássemos dela era só avisar!
O sistema é feito de pessoas e como em tudo, há bons e maus profissionais. Não podemos generalizar...

Pêra iô-iô disse...

Olá, hoje deixo aqui um comentário para concordar com tudo o que está aqui escrito. A Linha Saúde 24 faz um trabalho fantástico. E o mesmo posso dizer do meu centro de saúde e do hospital onde vou. Também já passei pela mesma situação e o resultado foi o mesmo - muito positivo. A forma como a LS24, centro de saúde e hospital se coordenaram foi muito eficaz e profissional.