31 de agosto de 2015

Das férias a norte


Depois da febre do mais novo passar e de deixar de chover fomos dar uma volta. Há muitos anos fomos ao Soejo e desta vez apeteceu-me voltar. É um sítio muito especial por ter um aspecto tão imponente e por ser um local de trabalho, mas quase parece de culto. Enfim, é um sítio que eu gosto e que recomendo, certamente irão gostar.


Os espigueiros de granito construídos sobre aquela enorme laje são assim qualquer coisa que nos atrai, os miúdos não lhes ficaram indiferentes, fizeram bastantes perguntas e acho que gostaram de correr, subir e descer vezes sem conta a eira.


Para mim, o céu estava mesmo perfeito, azul forte com nuvens baixas. Lindo.


Como o dia estava bom prosseguimos viagem e rumámos à Portela do Homem no Gerês. Quando demos por ela estávamos "no estrangeiro"! e só depois de muita curva é que tornámos a entrar em Portugal onde mesmo na antiga fronteira (com edifício da alfândega e tudo) lá estava a placa a indicar a Portela do Homem.
Parámos o carro e demos conta que estavam uns fresquíssimos 13º, socorro. Viemos por esta estrada e dirigimo-nos para a tal piscina natural. A meio caminho o pai voltou para trás para buscar o carro que não se podia com o frio e tivemos medo que o mais novo recaísse na febre. Eu fiquei sozinha com eles e continuámos o caminho para baixo, eu aproveitei para dizer parvoíces do género "esta parece a floresta do capuchinho vermelho, será que vem aí o lobo mau???" - eles ficaram com cara de pânico.


Uma vez que o carro passe um determinado ponto, onde se paga para passar, não podemos parar porque é proibido parar na reserva. Ainda assim, parámos uns segundos para eu tirar uma fotografia à Portela do Homem, onde gente bravíssima mergulhava mesmo estando temperaturas de inverno. Acho que fazendo calor, deve ser espetacular passar aqui umas horas.


A floresta do lobo mau é um sítio lindíssimo, muito fechado mas que vale a pena visitar. Depois de muitos kms passámos pela vila do Gerês que tem IMENSOS hoteis, rooms e chambres, uma albufeira cheia de atividades náuticas e que ficámos cheios de vontade de passar lá um fim-de-semana.


A nossa viagem acabou em Braga onde jantámos e depois seguimos para casa dos avós.



Houve também um dia que passámos com as primas e fomos até Viana para aproveitar os últimos carrosséis das Festas que, infelizmente, este ano nem lá demos um salto. Os meus filhos são verdadeiros aficionados dos carrinhos de choque, adoram!!



Mesmo antes de regressarmos a casa fomos ao rio que estava baixinho e calmo e sem ninguém por ser um dia de semana. Os miúdos não se aventuraram para além de onde os deixámos ir, mas deu para brincar um bocado.



Por fim, o milho, adoro as caras deles de "oh, mãe, mas porquê??"

1 comentário:

Maria Godinho disse...

Linda a última foto!

http://blogdababym.blogspot.pt/