6 de junho de 2010

Não!


Uma das palavras que ela mais ouve nesta casa é "não!".
Não mexas aí, não puxes isso, não faças parvoíces......
O "não" é sempre acompanhado de uma cara inexpressiva e de um abanar da nossa cabeça.
Há já uns meses que treinamos a Leonor para perceber o significado desta palavra e acreditamos que ela finalmente percebeu a mensagem.
Desde ontem que por tudo e por nada anda sempre a abanar a cabeça como quem diz "não", até hoje ao almoço, quando à falta do dom da palavra se pôs nesses preparos, e não abriu a boca para comer a sopa.

Toma!

nota: ela também já sabe que se chama Leonor!

4 comentários:

R. disse...

Ehehehe! Cá em casa também seguimos a mesma filosofia e a Laura já aa aprendeu, de tal forma que ela própria, com o dedinho em riste, nos diz que não pode fazer determinadas coisas!

Os limites deve, efectivamente, ser impostos desde cedo!

Ana disse...

:D
No meu caso é mais:
- eu - "MAriana? Não! Ai ai ai ai
- MAriana - sorri
Parece q goza

Bjocas grds

sofia disse...

Ora nem mais! ;)

Aline disse...

Claro que sabem. Daqui a uns tempos, vai dizer não também. Eles sabem mais coisas do que pensamos. E quanto menos esperamos, surge do nada!