22 de dezembro de 2010

A Tripp-Trapp cá de casa

Já a comprámos há cerca de 6 meses e até agora estamos, realmente muito satisfeitos. Enquadra-se perfeitamente no ambiente, não é um mono e apesar dos vídeos que circulam com imagens de miúdos a virar a cadeira, tal nunca esteve perto de acontecer cá em casa. É efectivemente "A cadeira dela", bonita, divertida, bem construída e moderna há quase 40 anos (1972). O único "problema" é o facto da cadeira não estar pronta a usar por outra criança que venha cá a casa, isto se a criança for mais alta do que a Leonor. Neste caso, para uma criança maior, a cadeira tem de ser desmontada e regulada novamente...
A ideia de fazer este post veio daqui, onde podem ver alguns ambientes muito bem conseguidos.


um dia compro umas cadeirinhas dos Eames para nós****

11 comentários:

Marina disse...

Acho que a função de uma cadeira de bebé não é ficar bem em determinada decoração, mas sim servir o bebé e permitir que ele lá esteja confortável. Essa cadeira, na minha opinião, nada tem de confortável, nem tem inclinação ajustável. Mas pronto, são gostos, e gostos não se discutem!

**SOFIA** disse...

reclinar! aqui em casa ninguém come reclinado, isso não é postura de se estar à mesa.

Marina disse...

Ai não? E quando se trata de um bebé de 4 ou 5 meses que ainda não se senta direito e tem de começar a comer sopa ou papa porque a mãe já foi trabalhar e não lhe pode dar mama? Precisa de ter um apoio confortável para estar sentado ou fica às cabeçadas na madeira da tripp trapp? É óbvio que quando têm a idade da tua já não precisam de estar reclinados para comer, mal seria se precisassem.
Mas adiante, não voltei aqui para ver se me tinhas respondido, apenas porque fiquei curiosa quando falaste em vídeos de bebés que viram a cadeira e fui pesquisar. Encontrei isto: http://www.youtube.com/watch?v=XJF7vD9nFrA&NR=1&feature=fvwp
Ora bem, isto NUNCA aconteceria na cadeira que tenho. Que até podes achar feia, mas que em termos de segurança e conforto é do melhor que há. E isto sim, é o importante, por muito gira que ache que a tripp trapp é!

**SOFIA** disse...

esta cadeira está indicada para usar apartir dos 6 meses, altura em que a maioria dos bebés já se senta, e foi nessa ocasião que a comprámos. entre os 4 meses e os 6, a minha filha comeu no meu colo porque no carrinho era um desastre.

dos 6 meses até ao fim da vida, há poucas que o façam.

Maria de Lurdes disse...

Sai um chazinho daqueles que acalmam os "nérvus" para a mesa 5, com urgência!

Ainda bem que temos aqui alguém tão atento e preocupado com a segurança das cadeiras dos outros, já viste que sorte Sofia?

Claro que no vídeo não se menciona o facto de a cadeira estar a ser mal utilizada, porque lhe falta precisamente o TRAVÃO que a impede de tombar, e que se pode ver claramente na fotografia que a Sofia tirou da sua cadeira, mas isso agora não interessa nada, não é? Se calhar não sabia desse pormenor, Marina... Deixe lá, não faz mal, é o que acontece a quem não sabe do que fala, sai asneira!

Os meus PARABENS pela sua cadeira-melhor-do-mundo, oh Marina, a sério. Agarre-se a ela com força!

Madame Pirulitos disse...

Honestamente eu ligo imenso à parte estética sim e se puder concilar com funcionalidade, conforto, etc, etc, fantástico.
Eu tenho uma da bebé confort, que dá para reclinar (mas só uso essa posição para ele descansar e nunca para comer), é meio almofadada mas que não prima pela beleza.
Também não comprei a cadeira a pensar noutras crianças que viessem a minha casa.

Não conheço esta cadeira suficientemente bem para poder opinar, mas do que conheço de ti não a utilizarias se não te sentisses em segurança para lá pôres a tua filhota.

E é linda mesmo.

**SOFIA** disse...

nós entretanto já não usamos as almofadas, se alguém estiver a pensar comprar a cadeira e não se importar de comprar as almofadas em segunda-mão é favor falar aqui comigo, tá ;)

Marina disse...

Olhe Maria de Lurdes, posso agarrar-me à minha cadeira com força sim senhora que ela não tomba!!! E para não tombar não precisa cá de travão nenhum!!! Travão precisa você antes de vir comentar comentários educados de outras pessoas para o blogue alheio!

Marta Mourão disse...

Eu adoro a Tripp-Trapp. Em termos de design/funcionalidade não há melhor. Foi precisamente estudada e executada de modo a ser praticamente perfeita do ponto de vista funcional. Afinal é isso que se quer do design. Que seja bonito e funcione.
A única coisa que me fez não a comprar foi o facto de ser cara. E também um outro ponto que por acaso achei pertinente. A cadeira serve até 8/9 anos se não estou em erro. Mas em conversa com outros pais disseram-me que a partir de certa altura os miúdos já não querem a cadeira "dos bebés", querem sentar na cadeira dos adultos.
Acabei por comprar a cadeira do ikea que é baratinha, funcional e fácil de limpar.
Até agora tem servido que é uma maravilha.
Quanto a ser usada por outras crianças que apareçam de visita, esquece lá isso! O que interessa é teres uma cadeira que te sirva a ti e aos teus!

**SOFIA** disse...

eu confesso que já apanhei dois sustos com cadeiras. a leonor é muito mexida e anda sempre à procura de escapar... uma vez apanhei-a de pé! na cadeira do ikea, estava sem os cintos :S
a outra foi com aquelas cadeiras de entalar na mesa, inclinou-se de tal maneira que ia virando a mesa (que é levezinha,,,,). na tripp isso nunca aconteceu porque ela fica como que encurralada e quase nem se consegue virar totalmente para trás. claro que ficar tão presa traz o inconveniente de às vezes eu ter alguma dificuldade em tirá-la.

a situação de ela encarar a cadeira como "cadeira de bebé" é super normal, por isso é melhor é tratar de lhe arranjar um mano/a para ela não se comparar com o bebé :DD

Madame Pirulitos disse...

ora é mesmo isso!!

Venha um mano para 2011!