27 de abril de 2012

Os Maias


Ontem cheguei a casa e deparei-me com Os Maias em cima da mesa. Um cliente nosso, teve a amabilidade de o oferecer e eu, que não tinha uma cópia só minha, adorei a surpresa. Li Os Maias na escola, numa edição dos meus pais já bem antiga, em dois volumes! e se na altura me pareceu uma grande empreitada, acabou depois por se revelar num vício terminá-lo e discutí-lo em aula.
Lembro-me até hoje da pergunta do teste de avaliação: "Identifique a personagem Reverendo Bonifácio."
Vou relê-lo, sem dúvida, agora com o dobro da idade que tinha na altura, vou olhar para esta novela com outros olhos. Certo, certo é o facto dos nossos rebentos já terem o livro para um dia interpretarem os "Episódios da vida romântica" e constatarem que em tantos aspetos Portugal continua tão igual àquilo que era no século XIX...

Quem era Reverendo Bonifácio?
:)

8 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Tenho ali, era da minha mãe! Nunca li, há sempre algum livro que passa à frente... quem sabe um dia.

D. disse...

Realmente, quem era esse?!

Li-o todo nas férias antes de o dar na escola. E gostei! ;)

Maria de Lurdes disse...

Era um gatinho! Foi envelhecendo, tadinho...

Um nome fantástico para gato, de facto.

sof* disse...

sai o primeiro 20!

Sónia disse...

é um dos livros da minha vida!

Marta disse...

O nome original do Fofinho cá de casa era Bonifácio. Mas deixei a Inês escolher outro nome e ficou Fofinho.

AP disse...

Era o gato!! O gato do Afonso da Maia, que vai envelhecendo à medida que se dá a decadência da família. Sempre o imaginei muito gordo, com pêlo castanho escuro e uns bigodes brancos. (se calhar é essa a descrição que o Eça faz dele: e essa é também a magia queiroziana - as descrições são de tal forma fabulosas que se fica na memória com fotos das cenas, como se tivéssemos visto em filme).

jmalho disse...

Um belo de um gato!
Adoro esse livro:)
Bjo