11 de novembro de 2010

A problemática da pantufa

o meu irmão visto pelo meu avô, 1983

Com a chegada do frio deparei-me com uma situação inesperada: realizei que a maioria das pantufas para bebés que andam/crianças pequenas, são um verdadeiro desastre. Vamos saltar a parte estética, que essa nem merece comentários, e passemos logo ao que interessa - a forma e o desempenho.
Na sua maioria encontro modelos com pé de tecido totalmente sintético que aquece imenso o pé de uma criança que anda sempre de um lado para o outro. Claro que o objectivo é manter o pé quentinho, mas suado era escusado. Depois temos o drama maior, a zona de contacto entre a sola de borracha e o pé, peguei em diversas botas e são todas demasiado moles, não conferindo um correcto andar à criança. Acabei por comprar um modelito de preço intermédio só para experimentar e confesso que vou usá-lo APENAS quando estivermos em casas com chãos cerâmicos, por serem mais frios. No nosso chão doméstico, que é de madeira (vá, flutuante...) vamos continuar a andar de meias, mas noutros contextos temos que arranjar uma solução.
A solução é fazer aqui um apelo sentido às mãos-de-fada da minha família, que vão remexer aos baús das suas memórias e que façam à Leonor umas pantufitas como nós tínhamos nos idos anos 80. Elas eram iguais às da primeira fotografia, onde o meu irmão dormita no sofá. São carapins de lã mais grossa, para dar resistência de um inverno (ou dois!), depois as solas eram protegidas com discos de camurça cortados à medida e depois cosidos. Esses discos também serviam para se fazerem joelheiras e cotoveleiras, e em tempos de auteridade, como os que se avizinham, parece-me que este estilo vintage poderá ser novamente bem-vindo.

4 comentários:

R. disse...

Ai como me te compreendo - ando exactamente na mesma luta e quando penso que encontrei as pantufas ideias, basta calçá-las à Lady Laura para constatar que ou saiem dos pés, ou ela põe o pé de lado, ou...ou...ou...

Não sei muito bem o que faça porque usar só meias já não dá. Na idade da Leonor dava-lhe meias ante-derrapantes e era o suficiente. Mas agora que ela corre e pula para todo o lado é muito perigoso porque mesmo as antiderrapantes escorregam.

Acabo por calçar-lhe as sapatilhas, mas de facto não é o ideal.

Enfim, tenho (temos) que continuar a nossa busca.

MarianaS disse...

Compreendo a vossa angústia, mas não se preocupem demasiado. É verdade que a maioria das opções são acumulados de sintéticos péssimos para a transpiração dos pés, por isso, vão pelas meias anti-derrapantes ou pelas tradicionais pantufas mais molitas em pele e pelo, por exemplo, como nós temos lá em casa. Da minha experiência, verifico que, quando estão em casa, andam imenso no chão deitadas ou sentadas e não propriamente a andar, em distâncias suficientes que possam prejudicar a postura do pé. Por isso, sem stress!

Marina disse...

Adorei a foto, conforme estava assim adormeceu! eheh No ano passado comprei umas pantufas ao Manuel da chicco, têm sola de borracha, a parte de cima é de tecido, mas por dentro a palmilha é de pele genuína. Fiquei contente, não faziam transpirar nem nada, custaram 15 euros com desconto (por esta altura já devem ter desconto de 20 ou 30%). Este ano já lhe comprei chinelos em vez de pantufas. O nosso chão também é de madeira, mas no inverno ficamos com os pés frios na mesma se andarmos só de meias. Bjs, espero ter ajudadona problemática da pantufa!

sofia disse...

Eu tb tive pantufinhas dessas :D
por aqui, e porque tenho o mesmo drama com as pantufas, a I anda com estes sapatinhos: http://www.decathlon.pt/PT/light-baby-shoe-129508125/#
Só é pena que não mostrem a sola - só tem borracha nas partes que pousam o chão
são molinhas como meias antiderrapantes, mas sempre mantêm o pé mais quentinho
Tem tido desde que se põe de pé