29 de dezembro de 2011

Entre o Natal e o Ano Novo

Se há altura em que os pecados estão ao rubro, então estamos na época alta! Ele é chocolatinhos, queijos, fritos, bolos variados, perú, bacalhau, cabritos, molhos, batatas, tostas e doces que nunca mais acabam...
Tanta prevaricação já fez efeito - tenho o meu rostinho minado de castigos - para combater este drama vou tentar beber mais água, visto que com dificuldade conseguirei abdicar da tentação enquanto ela andar solta por aí.

A par dos devaneios da boca, esta época serve também para matar saudades daquelas certas pessoas que residem a milhares de kms e que combinam sempre programinhas recheados de boa conversa e mais comes e bebes à mistura. Prometo regressar à castidade após a passagem de ano...

2 comentários:

administrador disse...

Ai esse pessoal que mora longe..... ;-)

Marta disse...

Nem me fales. Tenho comido tanta porcaria, ou melhor, tanta coisa boa :D
Vou começar um ano com uma desintoxicação. Dietas não que não sou dessas coisas, mas umas semaninhas a comer de forma mais saudável terá mesmo que ser.