27 de julho de 2012

Festa na creche

Conteúdo do saco de lembrança de um aniversário na creche

Eu gostava que me dissessem que eu não sou a única a achar que isto é errado...

25 comentários:

Tânia ♥ O Nosso Mundo Perfeito ♥ disse...

Eles na festa já comem bolo (bem o meu não como) acho que as lembranças podia passar por outra coisas não é?
Também não acho certo

saudosa disse...

Concordo contigo em absoluto!!! Até nos bolos há falta de cuidado....

Como é que para a Sala de bebés se levam bolos com recheio, com cremes, com chocolate???

Quanto foi do aniversário da minha filha fiz um simples pão de ló para que todos pudessem comer...

Agora, estes rebuçados e chupas e tudo....

Enfim!

Inês disse...

Não estará muito certo... mas um dia não são dias.
As guloseimas fazem parte das (doces) recordações da nossa infância, não ?

linhapontolinha disse...

Eu também não gosto nada que as lembranças que dão sejam dentro deste género. Já tenho um pote cheio de todo o tipo de doces que o meu filho trás das festinhas dos amigos, falta de imaginação!

sofia disse...

Eu também não concordo nada com isto...
Nem sequer percebo esta "necessidade" de se oferecerem lembranças, quando já se ofereceu o bolo
No nosso tempo era o aniversariante que recebia presentes ou lembrancinhas, não os colegas...

Aline Brito Paiva disse...

3 anos com pastilhas gorila parece-me um bocadinho demais, eh, eh!
eu por acaso concordo com a Inês, os doces, guloseimas, na dose certa fazer parte da nossa infancia.
Mas acho que o bolo de anos, mais uns cupcakes caseiros (adoro!) chegam e sobram para essas sweet memories :)
chupas, caramelos e pastilhas não devem ser oferecidos aos filhos dos outros.
Esta é a minha opinião :)

jmalho disse...

É uma patetice.... na escola do João são os meninos da sala que fazem o bolo, o aniversariante escolhe qual o sabor e todos ajudam na confecção. Assim evita-se a competição parental pelo "melhor bolo" :) - outra palermice....

As lembranças que recebemos - que raio de mania... - tb costumam ter doces mas as que preparei tinham um carrinho para os meninos e um gancho de cabelo para as meninas.

Não tenho nada contra doces ;)
bjo

Raquel Alves disse...

Não és a única, não...

Anónimo disse...

Por mim está errado, foi uma das coisas que na primeira reunião do ano se resolveu, primeiro quem faz anos é que deve receber prendas portanto quando a festa é no infantário (o bolo é feito lá e são todos iguais, bolo de laranja) não há lembranças para ninguém, a não ser pequenas coisas para brincarem no dia como p.e. um balão ou um chapéu (daqueles de papel) ou uma cornetinha para cada um.
E se dias não são dias, numa sala em que há 20 meninos, são já muitos dias, sem contar com as festas e aniversários que há aos fins de semana.

E tem corrido bem, os meninos não se queixam de falta de açucar.

Gosto muito do teu blog, muitos parabéns pelas 2 aquisições.

Suzana

Isabel Raposo disse...

Concordo inteiramente!!!

ines disse...

Não é não. Também não entendo esta loucura com os açucares para crianças...

Gi disse...

Bom, felizmente, nas festas da creche da minha filha os pais levam o bolo (só!) e, em paralelo, não há mais nada de porcarias... Nem há cá presentes para ela ou para os outros. Tem direito a uma coroa de papel feita pelos colegas e está à cabeceira da mesa na hora de cantar os Parabens. Pastilhas? Smarties? Rebuçados? Mais vale darem-lhe logo uma moeda para engolir e esgasgar-se... As guerras (literalmente) que tive com tias minhas (dos seus 50/60 anos) que queriam enfiar porcarias (mousses e gelados) na boca da minha filha com poucos meses de idade. Nem eu devia comer, quanto mais ela!!! Miminhos??? Isso dou com beijos, não com comida.

. margarida . disse...

Mas claro que não é.
Acho mesmo uma estupidez.
A minha cria tem 5 anos e nunca
comeu,chupas,nem pastilhas,nem rebuçados.
É feliz ?
FELICISSIMA!!!!!
Gosta de bolo de chocolate...feito pela mamy.
Há dias,e contra todas as previsões comeu 2 churros...e gostou.
Fora isso,um gelado,pequenino de leite ou chocolate,de preferênci negro,depois da refeição.
É a forma como são educados.
E contribuir para serem crianças saudáveis é o nosso papel de pais.

Beijiños Sofia & felicidades para o baby V. e L.
( tb teño uma L. ...... )

martabatista.com disse...

fogo...isso tudo só de um aniversário?...:S

realemnte não há necessidade de exagerar...
a Helena só levou o bolo e umas cornetas tipo lingua de sogra, para eles festejarem na hora dos parabéns.

Ela já trouxe "pacotes" desse género mas com menos itens e sem pastilhas gorila(???)" (claro que foram desviados, fora as mini"pintaiólas" que duram praí um mês :) )

Anónimo disse...

na escola do meu filho definiram que não há lembranças de nenhum género e bolo o mais simples possível. 1-nem estimula a "competição" a ver quem leva os " presentinhos mais..." nem se corre o risco de uma overdose de doçaria. não concordo de todo com este tipo de lembranças mas nas festas privadas é com cada um na escola não faz mesmo sentido nenhum até porque é mais fácil impor "regras"

umademim

batatas com maionese disse...

Na creche do meu miúdo a coisa resolve-se logo de raíz: como têm um certificado alimentar, é proíbida a entrada de comida de fora.
Há sacos de lembranças, mas com chapéus, cornetas e máscaras. Como se quer!

Tica disse...

Xinapáaaaaaaa isso é uma lembrança? A mim parece-me a Natal todos os dias! Que abuso! Até pastilhas Gorila tem! Na creche da minha como é IPSS, certificada em qualidade e higiene e segurança alimentar, não entra nada de fora... Concordo! também não concordo com o aniversariante também dar prendas aos colegas, deve-se promover o convívio e a alegria e não o consumismo. Faz-me lembrar os pais que dão prendas aos filhos porque passaram de ano! como se não fosse esse o trabalho dos filhos, no minino têm a obrigação de passar de ano...

Kiki - Família de 3 e 1/2 disse...

Acho desnecessário!
Principalmente chupas (que acho perigoso) e pastilhas elásticas. (a minha ainda não come)
Quando o V fez anos, fiz um pic-nic num parque com patinhos. E em vez de oferecer um saquinho cheio de guloseimas, ofereci um saquinho cheio de bocadinhos de pão para oferecerem aos patinhos. As crianças adoraram! E goluseimas, comeram as da festa! :)

MarianaS disse...

Não só é errado como já está bem fora de moda...

Catarina disse...

é por essas e por outras que eu acho que me vou passar :S... Mas será que não há bom senso nem na cabeça das educadoras?!

miriam disse...

credo!!!... :s felizmente no infantário do jaime isto é tudo proibido... e o bolo tem que ser caseiro e sem cremes! no máximo pode ter chocolate e "pintinhas".
no outro dia uma das mães levou gomas (feitas em casa na bimby) e o jaime recusou-se a comer :D :D

Simplesmente Ana disse...

Não és a única, não. A minha não anda na creche, mas vejo pelos meus sobrinhos como isso se tornou moda. MAs pastilhas nunca tinha visto. A minha nunca comeu e ai de quem lhas oferecer.

Aline disse...

Um dia não são dias mas também não acho certo que impinjam doces aos putos sem o consentimento dos pais. Há pais que não acham mal (caso contrário, não levariam montes de doces para as festas de aniversário dos filhos nas creches). Há outros que optam por dar doces aos filhos muito mais tarde e há aqueles (como eu) que só em dia de festa. Acho esse exagero erradíssimo!
Podiam oferecer um livrinho, uma sessão de cinema. A festa não tem de comportar necessariamente doces e comida.

Sónia disse...

Não és a única mas infelizmente muitos pais fazem isto :( mais vale não darem nada a dar tantos doces que só fazem mal.

*Quicas* disse...

Não és a única! Como mãe detesto quando os meus chegam a casa com esses saquinhos. Eles já sabem que os doces serão escolhidos (muitos vão logo para o lixo, lamento) e deitados num frasco de vidro, onde os poucos que restam são dados depois do jantar, lá "quando o rei faz anos".
Como educadora de infância, aconselho sempre as mães (que me pedem opinião) a oferecer bolinhas de sabão, uma história ou uns autocolantes. Há tanta coisa gira para se oferecer de recordação sem ser doces.
Ah, e como mãe... sou das antigas, penso que o aniversariante deve receber prendas, não oferecer. Somos muito radicais na alimentação nos filhos, e acho um perfeito abuso e falta de consideração oferecerem doces a crianças sem saberem se elas as podem comer. A Flor é a mais velha, tem 6 anos, e nunca comeu uma pastilha... e os mais pequenos idem, claro.