29 de maio de 2012

e roda o palcoooo!

Andava eu a queimar os meus cartuxos num almoço no Porto com as minhas amigas, quando o meu homem me telefona...

- Estou em casa com ela, vomitou o almoço e tem febre, preciso acabar um catálogo com urgência.
- Ok, daqui a pouco regresso.

E assim foi, eu que após o almoço tinha planeado um pequeno périplo para comprar umas coisas que só encontraria no Porto, apanhei o primeiro comboio de regresso e ficou a minha lista por checar. Nada de grave, são apenas coisas.

Cheguei a casa, rapariga prostrada, ele com uma cara a condizer. Mandei-o embora e após inspecioná-la e dar-lhe água açucarada, acabei por lhe dar uma boa dose de Brufen, pumba! Passado um bocado o medicamento começou a fazer efeito, ela sentou-se e pediu pão, dei-lho. Depois ofereci um iogurte que também foi comido com alegria, mais um pouco de água "com sabor esquisito!" e ela começou a jogar à bola na sala.

Adoro Brufen. Fui logo celebrar com uma máquina de roupa branca!

4 comentários:

Marta disse...

Antes assim! Espero que tenha sido algo passageiro.
Quanto às compras, sendo algo concreto, estou ao dispor para te fazer a compra e enviar.
Gostei da tua forma de celebrar!

sof* disse...

obrigada fofa, entretanto já engendrei um plano B :)

Maria de Lurdes disse...

Essas cenas são bem lixadas, eu compreendo perfeitamente...

Espero que a Leonor esteja melhor!

Su disse...

Espero que a Leonor esteja melhor :)

Nada como uma mãe eficiente a resolver os pequenos precalços de infância...

Beijinhos