12 de novembro de 2012

as malas perfeitas



Há dias descobri esta marca, Portuguesa!!, a IDEAL&Co, mais precisamente, descobri-a aqui, no NoussNouss, um blog que já sigo há uns anos e que é pautado pela divulgação de produtos de carácter tradicional nacional e da autoria da própria Alice Bernardo. Mas bem, tudo isto para dizer que me apaixonei por estes produtos, estas malas, das quais não sei o preço, mas acredito que seja "elevado". Mas porque coloquei eu elevado entre aspas?! Porque, como todos sabemos, o preço de um artigo é algo super relativo. Hoje em dia é tudo tabelado pelo mais barato, "preciso disto, mas tem que ser o mais barato!" e depois o que nos sobra? O que é feito do valor da qualidade? Da durabilidade? Do empenho em fazer bem e com inovação? E o valor da tradição;das artes tradicionais?
Eu não sou de comprar muitas coisas, compro roupa para substituir outras gastas, tenho apenas um par de ténis, um par de botas e dois ou três sapatos para melhor, sou muito franciscana... se calhar. Mas a verdade é que quando compro algo, prefiro que seja com uma qualidade que valha a pena, de preferência apanhando uma promoção ou até quem sabe comprando em segunda mão. Se é para comprar, ao menos que me sirva por muito tempo (naturalmente que também já fui vítima de grandes barretes, mas isso faz parte...).
Olho para estas malas e só me apetece ir lá buscar uma delas, parecem perfeitas, que resistem para lá de 30 anos tal como esta, que se calhar quando foi comprada também não custou uma bagatela. Apetece-me mas não é urgente, nem necessário, no entanto, fica aqui a dica para quem precisar ou quiser um artigo que certamente é de primeira qualidade. Gostei!

o catálogo aqui.

3 comentários:

chadebergamota disse...

Identifico-me cada vez mais com o que escreveste: comprar pouco mas com qualidade. Para durar. Mesmo que signifique esperar um pouco mais.
Obrigada por partilhares.

Marta disse...

Têm óptimo aspecto.

alice disse...

Concordo completamente contigo.
Já estive com as peças da Ideal&Co na mão e são de imensa qualidade. Não sendo baratas, têm um preço que reflecte apenas a qualidade e os princípios de produção com que foram feitas. Não são preços que existam apenas por causa de uma marca ou uma moda e, nesse sentido, não as considero nada caras.
Depois, são peças que vão durar mais que uma vida, dignas de passar a um filho.