20 de agosto de 2012

eles e eu


Com a chegada do bebé no nosso esquema familiar dei por mim muito mal habituada, já tinha a vida facilitada em muitos aspectos e lentamente vou-me apercebendo naquilo em que nos metemos novamente :D
Ter uma criança de 3 anos é muito prático, ela fala, explica onde tem dores, não chora para dar puns, não chora porque quer beber leite, anda pelo seu próprio pé, ajuda a vestir-se entre tantas outras coisas jeitosas. Andar com um bebé exige força física, é necessário levar o carrinho para diversos locais, abri-lo e fechá-lo uma série de vezes. É preciso andar com mudas de roupa e um kit muda-fraldas que inclui diversos artigos. Tenho que andar sempre a pedir "com licença" para conseguir entrar em lojas pouco adaptadas a gente trambolha. Pior do que tudo isto, são mesmo as noitadas! Eu até nem me posso queixar, até ao momento apenas tenho o meu sono interrompido por períodos de 30-45min em intervalos de 3 ou 4 horas. Ele até nem chora de noite, já não é mau!!! mas quando chora, ai meus amigos, eu já não estava dentro deste esquema, mas garanto-vos que lentamente os meus ouvidos já estão a entrar em modo "piloto automático" e daqui a nada já nem me stressa :D o facto é que eu sou daquelas que não distingue o choro do bebé e vou tirando o sentido por exclusão de partes.
Sou mãe de dois há pouquíssimo tempo, ainda nem pousei e já ando com balanços, mas a verdade é que isto é apenas um pequeno resumo daquilo que já vivemos. Estamos a ajustar-nos, a conhecer-nos, a sentir os nossos limites e a criar novas regras. Com tudo isto há novos comportamentos que vêm ao cimo, nomeadamente na nossa mais velha, ela oscila entre o muito fofa e o muito peste, deixou de dormir a sesta, acabou-se com a chupeta, viu-se obrigada a partilhar o quarto com um fedelho estranho, há que dar o devido desconto, mas é difícil, confesso.
Ainda assim, com tantas novidades e acertos, é sem dúvida uma experiência que tem valido muito a pena e que temos a certeza de que é uma aposta ganha!

7 comentários:

Maria de Lurdes disse...

A foto está muito amorosa e é bom saber que está tudo a correr bem...

O Vasco está um texuguinho, que redondinho, fofo!

Kiki - Família de 3 e 1/2 disse...

hehehehehe Been there! :P
Também estou morta que o Vicente faça 3 anos. É exactamente essa a meta! Eles dão uma volta e passam de bebés a meninos. Sem fraldas, sem carrinhos, noites longas, comem sozinhos...
Mas noto que, apesar dessa vontade, ando a absorver mais o estado de bebé dele. Já sei que passa rápido demais e quero aproveitar tudo ao máximo! :)))

Esta fotografia está qualquer coisa!!!
É uma explosão de amor ver os nossos filhos assim, não é? :))


Assim de repente, a olhar para o Vasco, deu-me umas saudades de bebés desse tamanhico! :P

Beijinho

Marta disse...

Há fotos mais lindas que fotos de irmãos? :)
Adoro.
A fase de bebé é cansativa mas tem as suas vantagens, vai aproveitando o lado bom de cada fase.
Um balanço positivo é sempre bom de se ler ;)

Sónia disse...

A foto está uma ternura!!!

Eu sou mãe de dois à um ano e é como dizes, eu já tinha a vida muito facilitada ela já tinha quase 4 anos e já era independente qb para a idade. Agora lá voltámos a acordar de noite, a levar a casa às costas e a ensinar tudo de novo a um pequeno ser. Mas é maravilhoso, apesar do cansaço!

Aline disse...

São testemunhos desses que me fazem acreditar que 1 é pouco e 2 é o ideal. A foto está linda e aí vê-se a ternura que é ter um irmão. Tenho a certeza que há aspetos da personalidade da Leonor que descobriste: uns menos bons e outros fantásticos. isso é viver. Parabéns por cada conquista.
Beijinhos

batata frita mãe disse...

Que foto linda.

MarianaS disse...

Ai mulher, e eu aqui a tomar notas... ;) Passar de piolha de 4 anos e meio para bebé tamanho 0 não vai ser pêra doce...