13 de janeiro de 2011

as DESvantagens de ter um filho

Bem, a pedido de várias famílias :) vou então fazer uma pequena resenha sobre as desvantagens que eu vejo em se ter um filho. Antes de engravidar já tinha mais ou menos uma ideia dos dramas que nos atingem quando temos um bebé, no entanto, passar pela situação é uma história bem mais impactante, senão olhemos para este cenário:

- poluição extrema - se eu quisesse poderia, assim por alto, calcular os kg de fraldas que a minha filha já estragou, mas não vou ser masoquista. É claro que nós poderíamos usar fraldas reutilizáveis, pois podíamos, mas certamente que a minha vida levava outra grande volta;

- derrapagens orçamentais permanentes - quando se tem um filho faz-se uma espécie de pacto com o demo do consumo, é todos os dias dinheiro a sair, seja para a quota da poliução ambiental (fraldas), para creches, pediatras, vacinas, roupas, sapatos (por vezes mais caros do que os de adulto!!!!);

- boicote de planos - a total falta de previsibilidade da minha vida foi arrebatadora, e isto foi desde o momento em que ela nasceu e por vezes continua a acontecer. Se eu achava que ela dormia a tarde toda e que nesse intervalo eu podia tomar banho ou trabalhar um bocado, bem que o podia esquecer porque nessa tarde ela estava sempre acordada. Se eu acho que podemos saír depois da sesta do almoço para darmos uma volta, ela acorda às 5 da tarde pronta para lanchar e depois anoitece. É uma chatice.

- engolir MUITOS sapos - quando eu estava grávida, eu achava que era dona da verdade e que ía deixar a minha filha muito independente na casa dos outros e ia partir rumo à aventura (cinema, jantar, viagens, festas com o pessoal). Nada. Agarrei-me a ela como uma lapa, ficava com vergonha de pedir, ficava com pena de a deixar, no entanto, este cenário tem vindo a melhorar, isto porque tanto ela como eu já estamos grandinhas, os horários de deitar/comer já são regulares e os hábitos previsíveis. Desde que ela completou 1 ano, que retomámos alguma das nossas rotinas, embora a maior parte das saídas ainda sejam à vez (ora vai ele, ora vou eu) porque por motivos logísticos não temos as nossas retaguardas muito perto. Mas a coisa está a compôr-se e quem sabe se em breve não nos aventuramos em voos mais altos ;)

E é isto, assim de repente não vejo mais nenhum problema grave em ter um filho.

5 comentários:

Marina disse...

ahah fartei-me de rir! Bjs

Marta Mourão disse...

Adorei. Divertido e honesto. Obrigada :D
Só te faltou a parte da privação de sono!!!

**SOFIA** disse...

oh marta, estou contigo no teu drama, mas felizmente para mim, a rica filha dorme que nem um anjinho toda a noite. mas, sim, deve ser o desatino total perceber que as noites já não são o que eram...

(e após isto bati na madeira para a coisa não desandar!)

A mãe que capotou disse...

é sempre engraçado ver o caos organizado por cores e items. Gostei muito deste post e poderia completa-lo até a madrugada de 5a feira. Mas deviaster omitido a parte em que dormes a noite toda, perdeste toda a credibilidade.

Marta Mourão disse...

Bater na madeira não funciona. Eu também me gabava e depois fui castigada!!!!