12 de janeiro de 2011

As vantagens de ter um filho

Após quase 17 meses de experiências com a minha cria, já posso dizer que encontro algumas vantagens no facto de ter posto mais uma pessoa no mundo. As vantagens são pessoais, ou seja, mudanças que eu tive que fazer na minha vida e que não estava à espera, senão vejamos:

- as nossas refeições melhoraram - ter uma criança em franco desenvolvimento obrigou-nos a ter sempre sopinha feita (embora não a comamos com frequência), temos sempre legumes e fruta fresca e que é despachada num ápice. Já não mandamos vir comida de fora com a frequência com que o fazíamos, tal comportamento também se revelou na quase inexistência de picantes, bacalhau, pizas e coisas gordurosas vindas do fast food.

- temos que falar melhor português - ela repete tudo o que nós dizemos, portanto deixámos de falar mal dos outros, não vá ela fixar duas palavras chave - nome+fofoca. Temos que dizer as palavras com todas as letras, vou dar alguns exemplos do modo como ela fala:
já tá | 'tá quenti | sent'aqui | OH! | péra (espera) | 'tou? (ao telefone)

Ter uma criança é um exercício constante de autodisciplina para adultos, é a minha conclusão deste estudo.


nota: as desvantagens prendem-se com a permanente tentação de gastar rios de dinheiro com palhaçadas

9 comentários:

A mãe que capotou disse...

Tenho a certeza que alista não é exaustiva.
Pessoalmente acrescento um decrescimo vergonhoso de agressividade, vergonhoso, porque na minha profissão era essencial. Mas tão salutar do ponto de vista humano...
A mim a maternidade !

**SOFIA** disse...

realmente esta lista não é nem de perto nem de longe exaustiva, e agora que falas em agressividade...

:D

administrador disse...

Entao e as desvantagens? nao pode ser só "as desvantagens prendem-se com a permanente tentação de gastar rios de dinheiro com palhaçadas "... :-)

**SOFIA** disse...

as outras desvantagens são todas aquelas que tu sabes, que eu sei, que tu sabes :P

;)

R. disse...

Subscrevo, e acrescentaria também um uso melhor do nosso tempo...Sinto que, para poder aproveitar a Laura, perco menos tempo com o que não é essencial, rentabilizo mais os tempos mortos!

No fundo, trazer crianças ao mundo também nos faz pessoas mais eficazes!

Desvantagens? Pois...nós sabemos...Para quê valorizá-las?eheheheh

GRANDE POST!

**SOFIA** disse...

infelizmente eu sou péssima a gerir o meu tempo, e são frequentes as vezes em que deixo tudo para fazer em 5 minutos antes de sair de fim-de-semana.

mas perco menos tempo a PENSAR naquilo que não é essencial, já é um começo!

:DD

Marta Mourão disse...

ui, eu hoje fazia uma listinha com uma data de desvantagens. São os efeitos secundários de uma noite a acordar de 30 em 30 minutos :S
Pois é, não há apenas vantagens, também há parte menos cor-de-rosa. Sim, prefiro sempre escrever as coisas boas, mas às vezes tb é preciso despejar as coisas menos boas.
(tens de fazer uma lista de desvantagens para a gente se rir um bocado e sentirmos que não estamos sós :))

**SOFIA** disse...

ok, marta, e porque hoje és bebé, vou atender ao teu pedido especial!

logo, já falamos :D

A mãe que capotou disse...

So um pequeno comentario sem importância aparente. Disseste que perdes menos tempo a pensar em coisas pouco importantes, eu notei, não sem alguma nostalgia e preocupação que simplesmente deixei de perder tempo a pensar. Ponto.