22 de janeiro de 2011

Rainha de Copas

A ideia de sair com os amigos para almoçar fora é sempre algo tentador. Hoje todos os astros se alinharam favoravelmente e conseguimos reunir esforços no sentido de concretizar tamanha odisseia. No início ela olha-os de soslaio, faz-se difícil, depois começam as graçolas e por fim é a total falta de compostura, a correr por todo o lado com gritinhos loucos de alegria. Se para ela é a loucura da felicidade, para nós é a loucura de tentar manter a coisa controlada, tarefa difícil e algo frustrante. Ela não é das piores, no entanto revejo-lhe alguns comportamentos que antes abominava nos outros miúdos. É a conclusão de que eles (os bebés-crianças) não são todos iguais, mas são em muito, demasiado, parecidos uns com os outros. Os adultos/pais bem querem descontraír, mas falo por mim, é difícil tentar manter uma conversa tendo que impôr a ordem na cadeira ao lado, ou ir a correr impedir que ela se estampe pelos degraus abaixo. No fim, correu melhor do que pior, acho eu, felicito também os nossos amigos por serem uns amorosos e dizerem sempre que ela é uma queridinha.
Uma querida rainha de copas, bravinha, bravinha.

5 comentários:

Marta Mourão disse...

É assim, só quando somos pais é que percebemos o outro lado.
Às vezes prefiro ir jantar fora sem crianças e vou. Não há mal nenhum nisso. Mas noutras vezes também apetece levar o mini. Hoje, por exemplo, levámo-lo. Ontem à noite não :)

A mãe que capotou disse...

E é tão, mas tão diferente... Jantares nunca os levo, excepto se ha familia envolvida, senão nem vale a pena, volto(ava) para casa sempre com uma sensação de frustação...

A mãe que capotou disse...

E é tão, mas tão diferente... Jantares nunca os levo, excepto se ha familia envolvida, senão nem vale a pena, volto(ava) para casa sempre com uma sensação de frustação...

Madame Pirulitos disse...

pizarte? Tenho que lá ir:)

os jantares com amigos corriam sempre bem porque eles passarinhavam de colo em colo!
Infelizmente há muito que já não faço. Com 3 a coisa complica-se tanto.

oitooitenta disse...

claro que é uma queridinha! e porta-se bem ;))))