6 de junho de 2012

Primeira aula


Ontem fui à minha primeira aula de parto desta gravidez, a enfermeira reconheceu-me imediatamente, fez-me uma festa e eu acabei por ser chamada várias vezes para confirmar várias etapas do parto e motivar as colegas de primeira viagem.
Tudo bem que já vou entre as 35 e 36 semanas, mas confesso que me senti intimidada pela enormidade das barrigas das minhas colegas, colossais, pesadas, cheias, reluzentes. Ainda assim adorei ter regressado ao curso, não só por recapitular o processo do parto, mas para me sentir com a coragem de outrora. Saí da aula como se fosse o Rambo, capaz de levar tudo à minha frente com a graciosidade de um tanque blindado.

A reter:

- A grávida preparada não tem medo!
- A grávida preparada respira com calma.
- Levar uma garrafa de água, batom de cieiro e um bom elástico para o cabelo
- Virar para a esquerda e para a direita para espalhar bem a epidural
- Ouvir com atenção as instruções que me dão
- Dizer umas graçolas ao meu homem

Entretanto vou começar a descanças para ver se não tenho tantas contrações nas próximas duas semanas.


Dedico este post à minha amiga e ex-colega Sofia Costa que terá hoje o seu Vasco. Força aí Costa!

9 comentários:

Maria de Lurdes disse...

Para ti estou aqui vevé!!

cibele barreto disse...

vai correr tudo lindamente...vais ver! :)

Marta disse...

Isso é que é falar!
Boa sorte para a parturiente do dia :)

Aline disse...

Grande mulher! Eu que levei 1 epidural e 2 reforços, sempre estive convencida que, para a levar, não nos podíamos mexer por causa do risco que representa. Respirar? Pois quando cheguei à hora H e pus em prática a teoria do que aprendi nas aulas de PP, a enfermeira disse-me: "respire normalmente".
Vais ver que tudo vai correr bem. se isso te pode tranquilizar, toda a gente diz que o 2º parto é bem mais rápido.
Beijinhos

Su disse...

Que DEMAIS!

Grande Sofia, assim é que se fala...

Beijinhos e tu vais ser a maior na hora H.

Quanto ao tamanho, tu terás a barriga mais perfeita para o teu corpo, o tamanho não é de todo importante.

Beijinhos e bom feriado

sofia costa disse...

Querida Sofia. Adorei este post desdicado à minha pessoa :)

Todas essas dicas são de facto essenciais para que o trabalho de parto não se transforme num momento de pânico.

Este meu segundo parto foi um pouco mais doloroso do que o primeiro por ter sido induzido mas no fim, o verdadeiro momento do puxeeee e respire, foi um momento, lindo, calmo e gratificante. Nunca vou esquecer!

Força aí e muito descanso!

sofia costa disse...

ah!!! E o Vasco já só nasceu no dia 7... :)

**SOFIA** disse...

se correu bem, é o que se queria!!! valente!

Aline: de facto quando a epidural é administrada temos que estar paradíssimas, mas depois temos de nos ir virando, com cuidado claro, mas virar de tempos em tempos

Simplesmente Ana disse...

Pois, virar para espalhar a epidural é essencial. Infelizmente não me deram esta dica (nem a anestesista nem nas aulas PPP) pelo que às tantas sentia metade das dores e os reforços já não fizeram efeito. Para a próxima (se houver, esta dica não me escapa! :)