4 de janeiro de 2010

Creche - 1ª abordagem

Deixei-a lá hoje pela primeira vez, correu medianamente, acho eu. Ela no início ficou entretida com os brinquedos, milhões comparados com os que ela tem cá em casa. Pedi às educadoras para só lhe darem um de cada vez pois ela fica super excitada com aquilo :D
Depois reparámos que estava a ficar com sono, a educadora foi deitá-la e após alguns minutos de inspecção ao novo berço a Leonor lá adormeceu. Nessa altura aproveitei para tratar de problemas logísticos e quando cheguei disseram-me que já tinha chorado - fome... Entretanto ela viu-me e começou a berrar, com mais fome ainda, enfiei-a no carrinho e debaixo de uma chuva quase torrencial viemo-nos embora.
A mim está-me a custar como o caraças, que não tem outro nome. É duro, mas tenho a certeza de que me vou habituar e que ela se vai divertir à grande. O Rui vai ficar com ela todas as tardes e temporariamente irá trabalhar cá em casa, vamos tratar esta semana de remodelar a nossa sala e achamos que vai ficar muito porreiro.
Vai correr bem. Para a semana regresso ao Porto, comboio acima, comboio abaixo, o cafezinho com os colegas, as minhas lojas, o meu Mac de 21 polegadas :DDDD
Se as outras meninas conseguem eu também vou conseguir*

6 comentários:

R. disse...

Custa, é verdade!!! Mas tem de ser. Por nós, mãe babadas, as nossas crias ficavam debaixo da nossa asa para sempre!

A creche, contudo, é importante para os bebés, faz-lhes bem: desenvolvem-se mais rápido, socializam de forma mais eficaz, e ganham imunidades que em casa não adquirem!

Força!

MarianaS disse...

Vai correr tudo bem, claro que sim!
Custa os primeiros dias, mas sabe muito bem voltar à "vida real". Ainda para mais, se a pimpolha só tem de passar as manhãs fora de casa!
Agora, prepara-te para a invasão de bicharada... falo apenas de ouvir dizer, mas pode ser duro!
Beijo grande, coragem!

Anónimo disse...

ola sofia o Rogerio passou um mes a chorar todas as pessoas que iam ao centro diziam k tinham mta pena dele porke estava sempre á porta a chamar pela mae...chorava ele e eu..foi terrivel..mas depois habituou-se arranjou amigos e fez-lhe mto bem sair debaixo das asas da avó Lurdes..tem coragem querida para ela vai ser melhor bjs
olga

cibele barreto disse...

Pois é, penso que essa é a parte dura. A minha pequena só tem 1 mês e já sofro só de pensar que esse dia vai chegar. É uma vontade de protecção constante, não é? Parece que queremos protegê-los do mundo.
Desejo-te força...e depois, me diz qual é o segredo.
:)

miriam disse...

se custa :s
mas vais ver que, se ela ficar lá bem, te habituas rapidamente. para além disso só lá passa a manhã... espectacular :D
o jaime fica lá sempre a rir e quando o vou buscar espreito sempre antes de entrar e lá está feliz da vida ou sentado no chão ou ao colo de uma das educadoras.
o pior mesmo é estares tantas horas sem a ver :s mas relax. tens que vir para aveiro ;)))
ela adormece sozinha no berço? que fixe essa miúda! o jaime tá finório :D só à noite, a seguir ao banho, é que adormece sozinho na cama. durante o dia é sempre ao colo... e já está tão pesado... :s
força!

Aline disse...

Olá. Como eu te compreendo. No 1º dia, quando fui buscar o Martim (e foi só 1h de adaptação), encontrei-o a chorar. Com fome, tb. No dia seguinte, foi melhor, tanto para ele como para mim. Acho que a adaptação é para nós. Hoje, é super feliz lá e eu estou super descansada. Mas nos primeiros dias, tinha uma enorme vontade de chorar. Parecia uma tolinha.
Ela vai adaptar-se sim e vai fazer-lhe bem porque irá conviver com outros bebés, sem falar nos recursos que são muito superiores aos nossos para os estimular.
Beijinhos e força.